Portugueses passam mais de hora e meia por dia nas redes sociais e acham adequado

Desde 2011, o número de utilizadores das redes sociais aumentou 53%. Facebook lidera as preferências.

Os portugueses passam, diariamente, em média, mais de hora e meia (91 minutos) nas redes sociais. A conclusão é de um estudo realizado pela Marktest, segundo o qual o tempo chega a ser superior no caso dos mais jovens e das mulheres.

Mais de dois terços (68%) "considera que este é o tempo adequado para dedicar às redes sociais, embora um em cada quatro refira que no último ano passou a dedicar-lhes mais tempo".

E a verdade é que, desde 2011, o número de utilizadores tem vindo a crescer. O aumento foi de 53%, com cerca de 4,6 milhões de portugueses a utilizarem as redes sociais hoje.

No topo da lista está o Facebook, seguido pelo Youtube e pelo Google +, WhatsApp e Instagram.

“A maioria refere que é o site mais credível, o que informa melhor, o que mais gostam", refere o estudo "Os portugueses e as redes sociais", de acordo com o qual o Facebook é também "o mais viciante".

Hi5 lidera lista de abandonos

Entre as outras redes, a Marketest regista uma tendência de acréscimo na penetração do Instagram, do Pinterest e do Google+, que duplicaram o número de utilizadores no período em análise, bem como um forte decréscimo na penetração do Hi5, que tem hoje um terço dos utilizadores de há cinco anos".

Por outro lado, no último ano, 21% dos utilizadores abandonaram redes sociais, com o Hi5 a liderar a lista, seguida do Twitter e do Google+.

"As principais razões referidas pelos entrevistados para este abandono foram a falta de interesse ou a falta de tempo", refere o estudo.

Redes sociais à noite e através do telefone

Mais de metade (67%) dos utilizadores visita as redes sociais várias vezes ao dia, mas apenas 41% faz publicações diárias.

"Os acessos são, sobretudo, feitos entre as 20h00 e as 22h00 e, cada vez mais, através do 'smartphone'", refere o estudo.

O serviço de troca de mensagens ou serviço 'chat' é a funcionalidade mais utilizada, sendo que comentar publicações dos amigos é outra das ferramentas usadas pelos utilizadores, assim como ver vídeos ou ler notícias em sites de informação.

O estudo "Os portugueses e as redes sociais" é feito pela Marktest Consulting desde 2011 com o objectivo de conhecer índices de notoriedade, utilização, opinião e hábitos dos portugueses face às redes sociais.

A informação do último estudo foi recolhida através de entrevistas online, realizadas entre 30 de Junho e 19 de Julho, tendo por base um questionário de autopreenchimento.

"A amostra foi constituída por 819 entrevistas a indivíduos entre os 15 e os 64 anos, residentes em Portugal continental e utilizadores de redes sociais", refere a Marktest.

Fonte: http://rr.sapo.pt/
Data: 21/09/2016