Indústria da Zona Euro fecha 2015 com maior crescimento em quase dois anos

Pela primeira vez desde Abril de 2014, todos os países analisados pela Markit Economics revelaram crescimento, incluindo a Grécia. A indústria na Zona Euro teve o seu melhor ano desde 2011.

Foi um final de ano positivo para a indústria da Zona Euro. Este sector cresceu, em Dezembro, ao ritmo mais acelerado em quase dois anos, com a subida das novas encomendas a impulsionar a produção.

O índice de gestores de compras (PMI, na sigla inglesa) para a indústria da Zona Euro, da Markit Economics, subiu de 52,8 pontos, em Novembro, para 53,2 pontos, em Dezembro, superando a primeira estimativa que apontava para um total de 53,1 pontos. Este indicador está acima da barreira dos 50 pontos, que faz a fronteira entre a expansão e a contracção (leituras acimas de 50 pontos indicam crescimento, e abaixo desse limiar, contracção).

Pela primeira vez desde Abril de 2014, o sector da indústria cresceu em todos os países da moeda única analisados pela Markit Economics, incluindo a Grécia.

O melhor desempenho foi registado em Itália, onde o PMI para a indústria atingiu os 55,6 pontos, o valor mais elevado em quase cinco anos. Na Irlanda e na Alemanha, o crescimento deste sector também se destacou, tendo atingido máximos de cinco e quatro meses, respectivamente.

"O final de 2015 viu a recuperação da indústria na Zona Euro ganhar ainda mais tracção", refere Rob Dobson, economista da Markit. "Itália manteve-se a na liderança em Dezembro, enquanto o crescimento acelerado na Alemanha e França acrescentaram um dinamismo bem-vindo ao desempenho da indústria da região".

De acordo com os dados da Markit Economics, tanto a produção, como as exportações e as novas encomendas aumentaram no último mês do ano. O índice PMI fechou o ano de 2015 com uma média de 52,2 pontos, o melhor resultado dos últimos quatro anos.

Fonte: Jornal Negócios Online
Data: 04/01/2016