Sabe como elaborar um Plano de Negócios de sucesso?

“Ninguém vai apoiar uma Empresa que não Compreende” Finch, Brian
 
Para o empreendedor, o Plano de Negócios é um documento que apresenta, de forma sistemática, a informação sobre a nossa ideia de negócio, como tencionamos implementá-la e quais os resultados que esperamos obter.

A sua utilização está associada, sobretudo, à captação de fundos que viabilizem o projeto junto de potenciais investidores (Sociedades de Capital de Risco, Investidores Particulares, etc.). Poderá ser igualmente considerado um elemento importante em negociações para obtenção de financiamento, para conquistar Fornecedores ou até mesmo angariar novos Clientes, bem como servir de base a um planeamento estratégico interno.

Apesar da sua definição geral, o Plano de Negócios, dependente da situação que pretende especificar, poderá assumir outras designações: Plano Inicial, Plano de Crescimento ou Plano de Expansão, Plano de Reestruturação, Plano Estratégico, Planos Internos, Plano Operacional. Contundo, tem todos o mesmo objetivo, “vender” a conceito de negócio que o empreendedor pretende lançar.

Para que um Plano de Negócios surta o efeito desejado, há que ser elaborado a pensar a quem é dirigido. Alguns princípios fundamentais que deverá mesmo assegurar:

• Abordagem focada: apresentar o plano tendo em conta a forma como o produto ou serviço satisfará as necessidades do mercado.
• Colaboradores da Empresa: evidenciar a qualidade da equipa, a sua formação e conhecimentos técnicos. 
O sucesso do Negócio: indicar o fator crucial para atingir o sucesso e o que o distingue dos potenciais e atuais concorrentes.
• Riscos do Negócio: Não fuja a este ponto. Não há negócios perfeitos, por isso é preferível que apresente aos investidores os pontos fracos e ameaças.
• Facilidade de leitura: deve ser claro e objetivo, pouco complexo e não demasiado extenso. Poderá incluir um glossário técnico para facilitar a compreensão dos termos apresentados.
Aspeto profissional: cuidado na escolha da qualidade do papel e da impressão. Não se esqueça que a primeira impressão recai sempre na imagem e não no conteúdo.

O Plano de Negócios é uma ferramenta de gestão essencial, por isso solicitar colaboração a especialistas externos para elaborar o seu Plano de Negócios não deverá ser encarado como uma fraqueza, mas sim como uma visão de futuro.