Multimilionário dono da IKEA só compra roupa na feira da ladra

O fundador da cadeia de mobiliário económico IKEA faz 90 anos no dia 30, mas continua fiel aos princípios da poupança. Uma reportagem na televisão sueca mostra agora o retrato do frugal Ingvar Kamprad na primeira pessoa.

Da próxima vez que estiver no parque do IKEA e vir sair um senhor de provecta idade e em roupas coçadas num carro com quase 25 anos, pode mesmo acontecer que se trate de Ingvar Kamprad, o multimilionário fundador do gigante do mobiliário e da decoração.

Aos 89 anos – faz 90 no próximo dia 30 -, Kamprad continua como sempre, frugal e consciente dos gastos (a tal ponto que alguns dirão avarento). E esse retrato, incontornável sempre que se falava de Ingvar, chega agora na primeira pessoa, em raras declarações do próprio num documentário que vai ser exibido pela televisão sueca.

"Não creio que tenha uma única peça de roupa que não tenha comprada na feira da ladra. Isso só significa que quero tentar dar um bom exemplo", disse ao canal TV4, de acordo com o jornal Dagens industri, que já viu o documentário.

Apesar de ser uma das pessoas mais ricas do mundo, o homem que vive em Småland – no sul da Suécia, o mesmo nome que adoptou para o espaço de fantasia reservado às crianças nas suas lojas -, corre regularmente as prateleiras dos supermercados da vizinha Älmhult à procura dos pacotes de leite e de iogurte que estejam prestes a perder a validade.

O mesmo homem que conduz um Volvo 240 de 1993, viaja de autocarro e no avião prefere a classe turística, ficou chocado quando lhe apresentaram uma factura de 22 euros na Holanda por um corte de cabelo. A partir daí, para poupar mais umas coroas, passou a aproveitar as deslocações ao estrangeiro para apará-lo e sempre nos países em vias de desenvolvimento. Em 2008 foi ao barbeiro no Vietname.

"Não vemos isso como tacanhez, mas sim como consciência dos custos. Somos generosos, mas não queremos pagar mais do que é preciso", defende Marcus Engman, director global de design da Ikea – a cadeia absorveu parte dos princípios do fundador-, citado pelo El País.

Ingvar Kamprad tem uma fortuna avaliada em 65,5 mil milhões de euros, enquanto os seus três filhos (Jonas, Mathias e Peter), que agora tomam as rédeas das lojas, ocupam o 1.694º lugar entre os bilionários de 2016 da Forbes.

A empresa tem sido alvo de acusações de utilização de esquemas para contornar o pagamento de impostos na Europa. Em meados de Fevereiro, um relatório d’Os Verdes no Parlamento Europeu acusava a empresa sueca de escapar a mil milhões de euros em pagamentos ao fisco ao reduzir lucros artificialmente e ao enviar grandes montantes em dividendos para uma fundação no Liechtenstein.

No seu último exercício, terminado a 31 de Agosto passado, a IKEA registou um resultado líquido consolidado de 3,5 mil milhões de euros.

A IKEA foi fundada em 1943 por Kamprad, abrindo a primeira loja em Småland em 1958. Nos anos 70 chega o momento da expansão ao continente europeu, dando mais de 380 lojas à cadeia em todo o mundo. Em Portugal, a quarta loja – depois de Alfragide, Matosinhos e Loures – abre em Braga no próximo dia 17.

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/
Data: 10/03/2016